Topo do Governo de Pernambuco
Link para Barra do Governo do Estado de Pernambuco PortalPE - pgina histria de Pernambuco PortalPE - pgina Perfil do Gorvenador PortalPE - pgina Secretarias do Estado PortalPE - pgina Programas do Governo PortalPE - pgina ltimasNotcias PortalPE - pgina Servios Online PortalPE - pgina Rdio SEI

Not�cias

Not�cias

Publicado em 16/01/2019 | Categoria: APAC em destaque
Voltar

APAC divulga Monitor de Secas do ms de Dezembro

No mês de  Dezembro, como ocorre historicamente  na Região Nordeste do Brasil, foram observados dois padrões distintos: nos Estados do Maranhão, Piauí e Bahia, um nítido volume de chuvas sentido sudoeste com volume de 250 mm, para nordeste com volume de 50 a 100 mm. Com Minas Gerais também dentro desse padrão. Enquanto que os demais Estados do nordeste, não apresentaram volume aparente de precipitações, marcando volume inferior a 100 mm.

Os maiores volumes de chuvas , com  acumulados entre 200 a 350, normalmente acontecem nas porções centro-leste de Minas Gerais, extremo oeste e extremo sul da Bahia e no oeste do Maranhão.

 

 

Em relação a anomalia de precipitação, verificou-se em grande parte de Minas Gerais, Maranhão, parte do Piauí e, em menor escala, no sudoeste da Bahia; chuvas abaixo da média histórica. Em quase totalidade do estado do Ceará, e em áreas expressivas no Maranhão, Piauí, Pernambuco e Minas Gerais; predominaram chuvas acima do esperado.

Em dezembro, Pernambuco apresentou uma pequena redução nas condições de seca excepcional e extrema no extremo oeste, devido as boas chuvas ocorridas nesta região. Seca de intensidade de fraca a moderada no Litoral e Zona da Mata, de curto e de longo prazo no Agreste e Sertão, e também no restante do Estado, não apresentaram alterações significativa nas condições. Sendo os impactos de curto prazo no Litoral e Zona da Mata, e de curto e de longo prazo no Agreste e Sertão.


O MONITOR é um processo de acompanhamento regular e periódico da situação da seca no Nordeste, cujos resultados consolidados são divulgados por meio do Mapa do Monitor de Secas. Mensalmente informações sobre a situação de secas são disponibilizadas até o mês anterior, com indicadores que refletem o curto prazo (últimos 3, 4 e 6 meses) e o longo prazo (últimos 12, 18 e 24 meses), indicando a evolução da seca na região.