Topo do Governo de Pernambuco
Link para Barra do Governo do Estado de Pernambuco PortalPE - pgina histria de Pernambuco PortalPE - pgina Perfil do Gorvenador PortalPE - pgina Secretarias do Estado PortalPE - pgina Programas do Governo PortalPE - pgina ltimasNotcias PortalPE - pgina Servios Online PortalPE - pgina Rdio SEI

Not�cias

Not�cias

Publicado em 25/09/2019 | Categoria: APAC em destaque
Voltar

Meteorologistas da APAC participam de Oficina de Autoria do Mapa do Monitor de Secas



Entre os dias 24 e 25 de setembro, foi realizada a IIª Oficina de Autoria do Mapa do Monitor de Secas na sede da Agência Nacional de Águas (ANA) em Brasília.


Entre os palestrantes estiveram presentes Caio Augusto Coelho, que atualmente é pesquisador titular do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), e Francisco de Assis de Souza Filho, que atua como professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e cientista chefe na área de recursos hídricos na Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP). 



Participaram desta capacitação os servidores da ANA; FUNCEME; INPE; Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD); Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA/BA); Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC); Instituto Mineiro de Gestão de Águas (IGAM); Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (INCAPER); Agência Estadual de Recursos Hídricos (AGERH/ES); Universidade de São Paulo (USP); UFC; dentre outros.


Da APAC, estiveram presentes os meteorologistas, Edvânia Santos, Roberto Carlos Gomes Pereira e Maria Aparecida Fernandes Ferreira. O treinamento foi proposto para que os autores de cada Estado pudessem reciclar os conhecimentos e apresentar a experiência aos novos autores dos estados de Minas Gerais e Espirito Santo, que estão aderindo ao projeto do Monitor de Secas.


“O que há de mais importante é o apoio e a troca de experiências de cada Estado, e o saber ouvir os demais para que se possa formatar um mapa que realmente mostre os impactos de seca em cada localidade de forma eficiente”. Comentou a meteorologista Edvânia Santos.



O primeiro dia da programação foi dedicado às palestras sobre os temas “Seca e o seu monitoramento”, “Indicadores de seca de curto e longo prazo no Monitor de secas”, “Princípios do Monitor de secas”, entre outros. A parte prática da Oficina foi concentrada no segundo dia, com atividades individuais e em grupo para que fosse possível a integração de informações e face a expansão do projeto para outras regiões do Brasil, que apresenta novos desafios dada a diversidade do clima no país.