Topo do Governo de Pernambuco
Link para Barra do Governo do Estado de Pernambuco PortalPE - pgina histria de Pernambuco PortalPE - pgina Perfil do Gorvenador PortalPE - pgina Secretarias do Estado PortalPE - pgina Programas do Governo PortalPE - pgina ltimasNotcias PortalPE - pgina Servios Online PortalPE - pgina Rdio SEI

Not�cias

Not�cias

Publicado em 04/04/2011 | Categoria: Mais Notcias
Voltar

Condomnio reutiliza gua

Uma iniciativa inédita no interior do Estado chama atenção pela preocupação com o meio ambiente. Um condomínio residencial em Santa Cruz do Capibaribe terá a primeira estação de tratamento de esgoto (ETE) implantada na região. A ideia dos engenheiros está sendo construída no Condomínio Jardins do Capibaribe e tem o objetivo de reduzir os custos com uso de água potável.

 

O projeto prevê investimentos em torno de R$ 200 mil para implantação e um custo mensal de manutenção e operacionalidade de aproximadamente R$ 1 mil, dividido entre os moradores dos 74 lotes que começarão a ser entregues ainda no segundo semestre deste ano. Segundo o engenheiro Cláuston Pacas, proprietário da construtora que projetou a ETE, a relação custo/benefício compensa “Dentro de dois anos é reembolsado o investimento inicial, se observarmos o porte do sistema e o custo do m³ de água fornecido pela Compesa”, estima.

 

A Estação vai funcionar no sistema de reaproveitamento da água em funções como irrigação de jardins, limpeza de veículos e calçamentos entre outras finalidades. “Pensamos em oferecer aos clientes um empreendimento com melhores características no aspecto ambiental”, destaca o engenheiro Hélio Pincovsky, coordenador da ETE. Segundo ele, os benefícios sentidos pela população vão além de economia. “A ETE reduz a poluição com o escoamento dos dejetos diretamente no solo, rios e córregos e ainda tem a vantagem de promover a sustentabilidade, uma vez que usamos menos água potável e passamos a reaproveitar a água que seria descartada”, pontua.

 

A preocupação que era comum às lavanderias e indústrias da região, parece ter ganho força em prédios residenciais. O engenheiro Cláuston Pacas define a necessidade de expandir a ação pelo bem do meio ambiente: “Sabemos que os investimentos são altos, porém a população deve ficar atenta para os empreendimentos que tiverem essa responsabilidade com a questão ambiental. Não adianta aumentar o número de empreendimentos construídos e não se preocupar com a rede de saneamento local. Temos que crescer com responsabilidade”, aponta Pacas.

 

Fonte: Jornal do Commercio

Editoria:JC Agreste

Assessoria Comunicação Social SRHE