Topo do Governo de Pernambuco
Link para Barra do Governo do Estado de Pernambuco PortalPE - pgina histria de Pernambuco PortalPE - pgina Perfil do Gorvenador PortalPE - pgina Secretarias do Estado PortalPE - pgina Programas do Governo PortalPE - pgina ltimasNotcias PortalPE - pgina Servios Online PortalPE - pgina Rdio SEI

Not�cias

Not�cias

Publicado em 06/05/2011 | Categoria: Mais Notcias
Voltar

Governador tranquiliza populao

No dia em que a população recifense viveu momentos de caos em virtude dos boatos que apontavam para uma grande cheia, o governador do estado, Eduardo Campos, reuniu a imprensa e desmentiu o “disse me disse” que se alastrava pela capital. Na ocasião, Campos também anunciou a construção de cinco novas barragens que serão entregues nos próximos três anos e garantiu que apesar de ter três dos quatro principais reservatórios da Bacia do Capibaribe vertendo, toda situação está sob controle. O governador pediu para que a população procure informações oficiais. “Estamos com tudo controlado”, disse.

Três reservatórios serão construídos até maio de 2013. Os outros dois, até 2014. As obras já deverão começar em agosto e o investimento total será de R$ 640 milhões. A presidenta Dilma Rousseff garantiu ainda ontem ao governador metade dos recursos, ou R$ 320 milhões, para que as obras sejam tocadas.No Agreste, serão construídas as barragens de Panelas 2, em Cupira (17 milhões de m3); Gatos, em Lagoa dos Gatos (6,3 milhões de m3); e Guabiraba, em Barra de Guabiraba (16 milhões de m3). Na Zona da Mata Sul, mais duas: Igarapeba, em São Benedito do Sul (42,5 milhões de m3) e a maior de todas, a Serra Azul, em Palmares, com capacidade para abastecer e reter um volume 380 milhões de m3.

Sobre a atual situação das barragens da Bacia do Capibaribe, o governador Eduardo Campos foi enfático ao excluir qualquer possibilidade de uma cheia no Recife. “Em casos extremos, podemos ter alagamentos em algumas áreas da cidade, mas nada igual às enchentes da década de 1970”, disse o governador.

Central de segurança para evitar que a realidade do Capibaribe saia de controle, a Barragem de Carpina segue com duas comportas abertas. “Atualmente, estamos com cerca de 200 milhões de m3 nesse reservatório. Somente em 1981 ultrapassamos esse montante e chegamos a 230 milhões de m3. A vazão está acontecendo porque precisamos manter uma margem segurança com Carpina longe do limite”, ressaltou o governador Eduardo Campos.

Carpina ainda não está conseguindo reduzir o seu nível. Até quarta-feira, a barragem estava com 58% da capacidade.  Na noite de ontem, já passava dos 74%. “Se chegarmos a 100%, perdemos o gerenciamento das cheias. Por isso, precisamos manter as comportas abertas para não permitir que isso aconteça”, disse o secretário de Recursos Hídricos do estado, João Bosco Almeida.

Barragens - PE

Alerta só em caso necessário

Doze horas de antecedência. Esse é o tempo estimado pelo governador Eduardo Campos para avisar à população sobre a necessidade de qualquer operação de emergência no caso de uma enchente. Ontem, ele voltou a afirmar que por enquanto não há motivo para pânico ou muito menos para um alerta público. Se essa necessidade surgir, ele garantiu que assim fará e, ainda, agirá da mesma forma como fez em relação aos prefeitos de cidades com mais risco de enchentes, como Paudalho e São Lourenço da Mata.

“Se algo de extraordinário estivesse acontecendo, o primeiro a avisar à população seria o governo. Eu iria para a televisão, para o rádio, ia dizer qual era o problema e quais as providências. Nós estamos trabalhando com a verdade e a verdade será sempre a nossa guia nesse momento”, disse. Uma sala de situação passará a funcionar a partir de terça-feira para monitorar todas as bacias do estado, via satélite.

Eduardo Campos também ressaltou que as pessoas não devem acreditar em boatos veiculados na internet, principalmente nas redes sociais. Ele orientou que as pessoas podem se informar através do site da da Codecipe, que mantém a seguinte página na internet: www.fisepe.pe.gov.br. “Entre o boato que está nas ruas e o que o governo está dizendo, fiquem com o que os técnicos do Governo estão dizendo”, disse.

 

Fonte : Diario de Pernambuco