Topo do Governo de Pernambuco
Link para Barra do Governo do Estado de Pernambuco PortalPE - pgina histria de Pernambuco PortalPE - pgina Perfil do Gorvenador PortalPE - pgina Secretarias do Estado PortalPE - pgina Programas do Governo PortalPE - pgina ltimasNotcias PortalPE - pgina Servios Online PortalPE - pgina Rdio SEI

Not�cias

Not�cias

Publicado em 16/04/2013 | Categoria: Mais Notcias
Voltar

Pesquisa revela a importncia de recuperar e conservar nascentes visando o abastecimento de populaes rurais da Regio da Mata pernambucana

Agricultura_familiar_Zona_da_Mata_A Região da Mata Pernambucana abrange 57 municípios, com uma população rural de 435.558 habitantes. Desse total, 57% utilizam as nascentes como principal meio de acesso a água para abastecimento (IBGE, 2010). Esse dado em si, sinaliza a importância das nascentes no abastecimento dessas populações.

 

As nascentes, historicamente na Mata Pernambucana, sempre se consistiram como a principal fonte de abastecimento doméstico das populações rurais difusas, muito embora sejam utilizadas precariamente, sem nenhuma ou pouca infraestrutura de proteção, comprometendo a qualidade da água e consequentemente a saúde dos usuários. Considerando apenas os 171 assentamentos de reforma agrária implantados na Região, que abrigam 132.594 habitantes, estima-se que 75.578 pessoas têm condições precárias de abastecimento.

 

Agricultura_familiar_Zona_da_MataNa contramão dessa situação e em conformidade com a Meta 10 dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas - redução pela metade, até 2015, da "proporção de pessoas sem acesso sustentável a fontes seguras de água e saneamento básico" - o Estado de Pernambuco, através da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), com recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro), tem implementado uma política de recuperação e conservação de nascentes, em parceria com Prefeituras e Organizações Não Governamentais, a exemplo da Sociedade Nordestina de Ecologia, que desenvolve um projeto denominado Recuperação e Conservação de Matas Ciliares e de Nascentes na Bacia do Capibaribe, nos assentamentos de reforma agrária Divina Graça e Serra Grande, implantados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) nos Municípios de Pombos e Vitória de Santo Antão. O projeto tem como objetivo principal recuperar e conservar matas ciliares e nascentes em assentamentos rurais visando a proteção de APP e o uso sustentado da água pelos agricultores, além de ações de capacitação e educação ambiental e sanitária junto à comunidade. Participa do projeto uma equipe multidisciplinar com funções definidas de acordo com os objetivos propostos.


Numa área de 960,46 hectares, dividida em 120 parcelas com tamanho médio aproximado de 6,0 ha, sendo 90 no assentamento Serra Grande e 30 no Divina Graça, as famílias residentes, na sua maioria, utilizam água das nascentes existentes em suas parcelas, para uso doméstico, dessedentação de animais e irrigação das lavouras. O projeto, em fase final de execução, recuperou 30 nascentes, beneficiando um total de 63 famílias correspondentes a 230 pessoas.

Agricultura_familiar_Zona_da_Mata_01

O Projeto foi objeto de pesquisa de dissertação do Eng. Agrônomo Antônio Ferreira de Oliveira Neto - Analista de Recursos Hídricos da SRHE/APAC - intitulada "O papel das nascentes no abastecimento de populações rurais difusas na Mata Pernambucana". Os resultados obtidos na pesquisa atestaram que as tecnologias empregadas no Projeto, através do uso de métodos e técnicas de mobilização e capacitação da população, restauração da vegetação do entorno, mensuração qualitativa e quantitativa da água, e construção de estruturas de proteção e distribuição, constituíram um conjunto de soluções, compatíveis com as características ambientais, econômicas e sociais dos assentamentos objeto do estudo, contribuindo, sobremaneira, para a mudança dos paradigmas atuais de abastecimento rural e consequentemente para melhoria do panorama local de abastecimento. Afirma o pesquisador que "a partir do conjunto de informações apresentadas na pesquisa, percebe-se os bons resultados alcançados pelo Projeto e sua importância para o abastecimento daquelas populações, além da grande satisfação das famílias com os benefícios obtidos".


A pesquisa concluiu, em suas considerações finais, que a proteção e recuperação de nascentes através de projetos dessa natureza, em consonância com a Política Federal e a Proposta do Plano Nacional de Saneamento Básico, configuram-se como um processo de construção de saberes e competências seguramente capazes de subsidiar a implementação de políticas públicas de abastecimento de água no meio rural, não só na Mata Pernambucana, como também na Zona da Mata Nordestina ou em outras regiões do país onde houver condições climáticas semelhantes, na perspectiva da melhoria das condições ambientais, dos recursos hídricos, da saúde das pessoas e por consequência, da qualidade de vida das populações.


Situacao_nascentes_2011

Nascentes com estruturas rudimentares encontradas nos assentamentos, em março de 2011.


Situacao_nascentes_2012

Nascentes recuperadas e manejadas pelo projeto, em outubro de 2012.