Topo do Governo de Pernambuco
Link para Barra do Governo do Estado de Pernambuco PortalPE - pgina histria de Pernambuco PortalPE - pgina Perfil do Gorvenador PortalPE - pgina Secretarias do Estado PortalPE - pgina Programas do Governo PortalPE - pgina ltimasNotcias PortalPE - pgina Servios Online PortalPE - pgina Rdio SEI

Not�cias

Not�cias

Publicado em 28/06/2013 | Categoria: Mais Notcias
Voltar

Apac e Banco Mundial promovem Seminrio sobre gesto de riscos de desastres inundaes e deslizamentos


O Banco Mundial está promovendo uma série de apresentações sobre os temas de movimentos gravitacionais de massa e inundações.  Em Recife, a organização do evento teve o apoio da Apac incluiu dois dias de trabalho e contou com a presença de especialistas internacionais, nacionais e regionais sobre o assunto.


Além dos palestrantes que demostraram através de estudos os principais desafios e avanços relacionados às inundações e movimentos de massas, suas ocorrências e consequências, o seminário sobre gestão de riscos de desastres (inundações e deslizamentos) teve a participação fundamental de atores envolvidos com o tema, como representante de Prefeituras, da Defesa Civil Estadual e Municipal, Secretaria de Recursos Hídricos e Energéticos, CONDEPE-FIDEM, APAC, representação da CPRM no estado, Professores da UFPE, estudantes, COMPESA , entre outros interessados na temática.


O Seminário deixou claro que o deslizamento de terra é na verdade apenas uma categoria dos chamados "movimentos de massa": processo de vertente que envolve o desprendimento e transporte de solo e/ou material rochoso encosta abaixo. Os deslizamentos, assim como outros movimentos de massa, fazem parte da dinâmica natural de transformação e formação da crosta terrestre e estão relacionados também a fenômenos naturais como gravidade e variações climáticas.


No entanto, quando estes movimentos acontecem em locais onde ocorre a ocupação humana os resultados podem ser desastrosos. Em uma situação de deslizamento, casas, hospitais, rodovias podem ser levados encosta abaixo ou acabar soterrado. O problema é que na maioria das vezes a situação poderia ser evitada com medidas que diminuíssem o risco e mitigassem os efeitos gerados pelo movimento de massa, esse foi o principal objetivo do Seminário demonstrar as alternativas disponíveis para se prevenir contra o fenômeno, pois, embora os deslizamentos e outros movimentos de massa sejam fenômenos naturais, alguns fatores externos relacionados à ocupação antrópica interferem decisivamente na ocorrência ou agravamento destes movimentos. O principal é a ocupação desordenada de encostas e morros que adicionam carga extra ao peso da massa sedimentada já existente ali e a consequente supressão da vegetação natural que deixa o solo ainda mais exposto à ação do intemperismo físico.


Em Pernambuco sob as condições de um clima tropical úmido, o intenso intemperismos e ações antrópicas causadora de prejuízos ambientais conduzem a uma constante lavagem e retirada de materiais rochosos de áreas de maciços o que gera a instabilidade. Quando um episódio climático mais forte ocorre, como os temporais comuns de verão o risco de desmoronamento torna-se grande, o que pode provocar os desabamentos de habitações. Esse quadro traz à tona uma séria questão social que é a expansão de bairros clandestinos, devido à dificuldade da população de baixa renda em adquirir terrenos. As encostas íngremes de morros situam-se populações, que convivem constantemente com o risco de desabamento produzido pelas enxurradas.


Assim, o seminário foi um passo importante para a articulação de diversas instituições, já que cada uma mostrou as suas dificuldades e avanços através de estudos de casos, tecnologias, medidas de prevenção o que gerou uma conexão fundamental para buscar um direcionamento eficiente a fim de evitar ou minimizar os efeitos dos desastres, restabelecendo a normalidade social de forma rápida e com poucas perdas.   


Confira abaixo fotos do evento: