Topo do Governo de Pernambuco
Link para Barra do Governo do Estado de Pernambuco PortalPE - pgina histria de Pernambuco PortalPE - pgina Perfil do Gorvenador PortalPE - pgina Secretarias do Estado PortalPE - pgina Programas do Governo PortalPE - pgina ltimasNotcias PortalPE - pgina Servios Online PortalPE - pgina Rdio SEI

Not�cias

Not�cias

Publicado em 30/04/2014 | Categoria: APAC em destaque
Voltar

Chuvas melhoram nvel das barragens na RMR

As chuvas ocorridas este mês estão ajudando a recuperar o nível das barragens que abastecem a Região Metropolitana do Recife (RMR). Para se ter idéia, somente Pirapama, principal manancial que atende a RMR, está com um volume acumulado que corresponde a quase 90% de sua capacidade, situação bem diferente da registrada em abril de 2013, quando foi preciso retomar o racionamento por um breve período por conta da baixa no reservatório. A atual situação das barragens da RMR já é suficiente para garantir água até o próximo verão e a tendência é melhorar ainda mais. A expectativa é que todas possam se recuperar totalmente até julho, caso as previsões climáticas para o período se confirmem.

 

De acordo com o gerente de meteorologia e mudanças climáticas da Apac, Patrice Oliveira, a recuperação das barragens foi acentuada a partir da última semana, quando começaram a ocorrer chuvas intensas no Litoral e Zona da Mata. Na terça-feira passada, por exemplo, choveu 118 mm em apenas quatro horas. Nas últimas 48 horas, foram 150 mm na RMR. “O lado bom das chuvas é que elas estão ocorrendo também na área dos reservatórios, o que é importante para o acúmulo de água”, explicou Oliveira.

 

As chuvas registradas ontem e hoje devem continuar até sábado, porém, não devem parar por aí. Para a RMR, este é o início da quadra chuvosa, que vai até o final de julho. Se as previsões se confirmarem, deve chover, este ano, igual ou acima da média histórica para o período. “Estamos no início do inverno e já estamos numa situação confortável em relação ao nível das barragens. Se a tendência for confirmada, poderemos chegar ao inverno de 2015 com folga”, avaliou o diretor de Regulação e Monitoramento da APAC, Marconi de Azevedo.

 

Entre abril de 2013 e abril de 2014, as barragens que mais acumularam água foram Sicupema (aumento de 67,9%), Duas Unas (62,65%) e Pirapama (59,56%). “É bom lembrar que nem todas as barragens têm função de abastecimento. A do Goitá, por exemplo, é para contenção de cheias e, por isso, é interessante que seu nível não fique elevado”, esclareceu o gerente da APAC, Clênio Torres.

 

 As chuvas dos últimos dias têm sido provocadas por um sistema atípico. Ventos de Leste estão contribuindo para trazer umidade do mar. Ao chegarem ao continente quente e abafado, as nuvens carregadas se transformam em chuvas.

 

  Situação das barragens na RMR: 

 

 

 

Reservatório

Volume máximo

Volume (m³)
abril/2013

Percentual (%)
abril/2013

Volume (m³)
abril/2014

Percentual (%)
abril/2014

Botafogo

27.690.000,00

4.779.627,80

17,26%

7.612.165,86

27,49%

Duas Unas

23.549.000,00

8.730.875,00

37,08%

23.486.110,00

99,73%

Bita

2.770.000,00

1.915.732,00

69,16%

2.547.918,10

91,98%

Sicupema

3.200.000,00

1.028.022,30

32,13%

3.201.096,40

100,03%

Utinga

10.270.000,00

2.019.009,60

19,66%

4.733.457,00

46,09%

Pirapama

60.937.000,00

17.702.000,00

29,05%

53.997.200,00

88,61%

Goitá

52.536.000,00

25.479.100,00

48,50%

23.969.500,00

45,62%

Tapacurá

94.200.000,00

45.384.000,00

48,18%

59.440.000,00

63,10%

Várzea do Una

11.568.000,00

3.868.541,00

33,44%

9.518.804,60

82,29%