Topo do Governo de Pernambuco
Link para Barra do Governo do Estado de Pernambuco PortalPE - pgina histria de Pernambuco PortalPE - pgina Perfil do Gorvenador PortalPE - pgina Secretarias do Estado PortalPE - pgina Programas do Governo PortalPE - pgina ltimasNotcias PortalPE - pgina Servios Online PortalPE - pgina Rdio SEI

Not�cias

Not�cias

Publicado em 05/07/2015 | Categoria: APAC em destaque
Voltar

Apac Informa - Chuvas 04 Julho

 

A partir das primeiras horas da madrugada do dia 04 de julho de 2015, fortes chuvas atingiram a Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata Pernambucana. As chuvas foram causadas por instabilidades geradas pelo padrão da circulação dos ventos na baixa e na alta troposfera, que favoreceram ao maior transporte de umidade do oceano para o continente e maior instabilidade em todas as camadas da troposfera.

As maiores chuvas observadas, acumuladas em 24 horas (até as 14:00h do dia 4/07/2015), ocorreram nos municípios de Ipojuca e São Lourenço da Mata, onde alcançaram valores de 160mm e 155mm, respectivamente. As maiores chuvas ocorridas na RMR e litoral são apresentados na abaixo. Em Ipojuca o acumulado no mês de junho chegou a 465mm.

 

Cidade Pluviometria
Ipojuca 160
São Lourenço da Mata 155
Cabo de Santo Agostinho 142
Camaragibe  141
Recife 132
Jaboatão dos Guararapes  132
Moreno 126
Ipojuca 124
Olinda 124
Escada 124
Ribeirão 109
Igarassu 109


O período chuvoso da região da Mata e Litoral do estado tem início em abril e se estende até agosto, sendo os meses de junho e julho onde ocorrem os maiores acumulados de chuva. As maiores chuvas acumuladas em 24 horas registradas nos últimos 5 anos são apresentadas na tabela a seguir:


 

27/07/2014
Cabo de Santo Agostinho 166 mm
Ipojuca 167 mm
Jaboatão dos Guararapes 105 mm
09/06/2013
Abreu e Lima 134 mm
Olinda 117 mm
Itamaracá 107 mm

14/06/2012
Olinda 130 mm
Cabo de Santo Agostinho 127 mm
Abreu e Lima 126 mm

Recife 121 mm
17/07/2011
Abreu e Lima 157 mm
Itapissuma 156 mm
Olinda 150 mm

Recife 130 mm
18/06/2010
Cabo de Santo Agostinho 157 mm
Recife 150 mm
Igarassu 162 mm

Olinda 148 mm

Como pode ser observado, mesmo em anos secos, como 2012 e 2013, ocorreram chuvas superiores a 100mm. Assim, mesmo que os acumulados de chuva nos meses de abril e maio do corrente ano tenham ficado abaixo da média climatológica, não se pode descartar a possibilidade de ocorrência de chuvas fortes até o final do período chuvoso.
A APAC já emitiu 21 (vinte e um) avisos hidrometeorológicos desde o início do ano de 2015, sendo 06 (seis) nas últimas duas semanas. O último aviso, emitido no dia 03/07/2015 ainda está vigente e poderá ser revalidado a partir das observações feitas na Sala de Situação da Apac.
A previsão para as próximas 24 horas é de chuvas de intensidade variando de fraca a moderada na Zona da Mata Norte e Região Metropolitana do Recife, e chuvas variando de moderada a forte na Mata Sul, sendo que a maior intensidade dessas chuvas deve ocorrer no período da madrugada.


Situação dos Rios


Os dados observados no Sistema de Monitoramento de Rios da APAC, indicam que o rio Capibaribe, no município de São Lourenço da Mata, teve o seu nível elevado, ficando 18 cm abaixo da cota de transbordamento às 15:00 horas, nível máximo alcançado. As 17:15h o nível do rio recuou para 32cm abaixo da cota de transbordamento. No rio Una, em Palmares, o nível também sofreu elevação, contudo encontra-se mais de um metro abaixo da cota de inundação. No rio Jaboatão observou-se um inicio de transbordamento no bairro de Vila Rica. Os demais rios monitorados não apresentaram variações significativas

Devido a possibilidade de ocorrência de novas chuvas e variações rápidas nos níveis dos rios, as áreas ribeirinhas devem ser objeto de monitoramento.

A Sala de Situação da Apac em conjunto com a Defesa Cívil permanecem monitorando as condições do tempo para atuarem preventivamente caso venham a ocorrer novas chuvas.


Governo de Pernambuco

Sala de Situação da Apac.