• Região Metropolitana 24°C 30°C
  • Mata Norte 22°C 30°C
  • Mata Sul 22°C 30°C
  • Agreste 18°C 31°C
  • Sertão de Pernambuco 18°C 32°C
  • Sertão de São Francisco 21°C 32°C
  • Fernando de Noronha 26°C 30°C

Agência Pernambucana
de águas e clima  

Notícias

Bacia do São Francisco ganha sistema de informação

 

O sistema de informação SIGA São Francisco foi lançado oficialmente nesta terça-feira (22 de dezembro) em uma videoconferência realizada pela Agência Peixe Vivo. O objetivo do sistema é realizar a gestão do conhecimento e informação e permitir o acesso a todos que tenham interesse sobre dados da bacia.

O gerente de Projetos da Agência Peixe Vivo, Thiago Campos, informou que o sistema foi desenvolvido para receber, tratar e armazenar as informações da bacia. “Uma bacia hidrográfica de grandes proporções territoriais, como é o caso da do rio São Francisco é capaz de, ao mesmo tempo, produzir e demandar um número significativo de informações diversas relacionadas à gestão dos recursos hídricos e de assuntos relacionados a essa área do conhecimento. O SIGA São Francisco é um instrumento de gestão previsto na Lei das Águas [9.433] e visa dar transparência e facilitar a gestão dos recursos hídricos na bacia, auxiliando nas tomadas de decisões. Qualquer pessoa poderá acessar o sistema e nós, da Peixe Vivo, nos comprometemos a mantê-lo atualizado”.

O SIGA São Francisco vai integrar informações de recursos hídricos, permitir visualizações em formato geográfico e disponibilizar apresentação de indicadores, promovendo mais transparência. O sistema será composto por quatro módulos e dois deles já estão em pleno funcionamento: o de acompanhamento das ações e o “SF Map” que permite a publicação de dados geográficos da bacia que poderão ser utilizados para estruturação de estudos e análises espaciais diversas. Os outros dois módulos serão desenvolvidos ao longo de 2021.

O coordenador de Sistemas da Agência Peixe Vivo, Mateus Carvalho, esclareceu sobre o funcionamento do SIGA São Francisco e reforçou sobre a importância da participação de todos os estados da bacia no desenvolvimento. “A nossa intenção é que o SIGA São Francisco seja referência. Montamos um grupo composto por representantes de todos os estados da bacia para realizar o desenvolvimento do sistema que terá dados atuais e de qualidade o que será fundamental para melhorar a gestão de toda bacia. Além disso, o SIGA São Francisco é um sistema seguro e de fácil acesso, que vai promover a transparência da utilização dos recursos da cobrança pelo uso da água e de informações de toda a bacia”, explicou Mateus, que apresentou o sistema e o modo de funcionamento dos módulos que já estão em operação.

O sistema está sendo desenvolvido pela Ecoplan Engenharia, empresa contratada por meio de licitação. O custo total do sistema será de R$ 1.239.000,00. Acesse e confira Siga São Francisco!

Fonte: Assessoria de Comunicação CBHSF