• Região Metropolitana 21°C 32°C
  • Mata Norte 21°C 32°C
  • Mata Sul 22°C 31°C
  • Agreste 17°C 34°C
  • Sertão de Pernambuco 17°C 36°C
  • Sertão de São Francisco 20°C 36°C
  • Fernando de Noronha 25°C 31°C

Agência Pernambucana
de águas e clima  

Notícias

 

Técnicos da Apac publicam artigo sobre os sistemas aquíferos de múltiplas camadas na Região Metropolitana de Recife

Projetos

Técnicos da Apac publicam artigo sobre os sistemas aquíferos de múltiplas camadas na Região Metropolitana de Recife

Os técnicos da Gerência de Outorga e Cobranças da Apac, Thyego Silva, Mariucha Lima e Mateus Albuquerque produziram o artigo: “Hidrogeoquímica e composições isotópicas de sistemas aquíferos de múltiplas camadas na Região Metropolitana de Recife, Pernambuco (NE do Brasil): Uma abordagem integrada usando análises estatísticas multivariadas”.

Foto p. artigo

A iniciativa do artigo surgiu com a intenção de melhor conhecer as características dos recursos hídricos subterrâneos que devem ser manejados adequadamente para uma vida duradoura dos mesmos.

A Região Metropolitana do Recife (RMR) de Pernambuco, Nordeste do Brasil, constituem uma fonte de água potável estratégica para a quarta maior área metropolitana do Brasil (3216 km 2 ; ~ 3,76 milhões de habitantes; IBGE, 2010). 

No entanto, o aumento significativo na demanda devido o aumento da população, turismo e atividade industrial (desde os anos 70) dentro e fora das grandes cidades, levaram à retirada exacerbada de água subterrânea; agravada devido aos problemas com o abastecimento de água (por exemplo, racionamento de água) que durante secas prolongadas, como as experimentadas durante as décadas de 1990 e 2010, levaram à perfuração acelerada de novos poços.

Uma vez que a água subterrânea é uma importante fonte estratégica de água potável para o RMR, é necessário um conhecimento profundo da hidrogeologia e da hidrogeoquímica regional. Neste sentido, compreender a hidrogeologia, incluindo os aspectos hidroquímicos, por exemplo, origem, processo de salinização e fontes de contaminação, é um ponto importante para prevenir futura deterioração dos recursos hídricos subterrâneos e para evitar riscos para a saúde da população RMR.

Desta forma, o artigo teve por motivação: fornecer uma visão qualitativa e quantitativa regional que poderá ser usada como um diagnóstico para monitorar a evolução hidroquímica (de qualidade da água) relacionada principalmente à degradação futura, além de permitir ações de um melhor gerenciamento dos recursos subterrâneos que são tão importantes para o futuro abastecimento da população da RMR.

O artigo foi publicado no periódico internacional: Journal of South American Earth Sciences em abril de 2020 e pode ser acessado e baixado por esse link

 authors.elsevier.com/a/1cuYx_KNqlfEzA